“Murder Machine”, o Batman Exterminador do Futuro – Hyppers

“Murder Machine”, o Batman Exterminador do Futuro

Hyppers Alerta: O Texto abaixo contém spoilers de histórias ainda não lançadas no Brasil! Siga por sua própria curiosidade e risco.

Caso não estejam muito ligados, a DC está com o seu mega-evento “Dark Nights Metal”, onde vemos um ataque de vários Batmans de um lado negro do Multiverso ao UDC Prime! Na revista principal, já teve um Batman usado como portal para essas entidades, que são uma mistura do Homem-Morcego com outros heróis evilões da DC!

E eles também estão lançando revistas para explicar a origem de cada um deles. A primeira foi o “Red Death” (ou “Morte Escarlate”), que era a fusão com o Flash, agora é o “Murder Machine” (“Máquina Matadora”), onde temos um Bruce Wayne com um toque de Ciborgue!

E essa edição, escrita por Frank Tieri e James Tynion IV, com arte de Riccardo Federici, começa com o próprio Ciborgue comentando com o pai sobre o perigo que está atacando o mundo. O pai do Ciborgue argumenta que ele pode fazer uma pesquisa que ajude a Liga a entender as ameaças do Metal, enquanto Victor diz que está em m lugar bem seguro: A Torre de Vigilância!

Nesse momento, o Cibas escuta alguém entrando pelo transportador com a identificação do Batman, que ele não sabe ainda o que aconteceu durante a revista “Dark Nights Metal” #2. Ele é atacado pelo Máquina Matadora!

Daí partimos para uma transição onde vemos o Alfred apanhando da galeria de vilões inteira do Batman (ou quase inteira). Eles tentam adquirir um segredo dele de quem é o Batman, mas eles não compram que ele não sabe e o espancam até a morte.

Bruce ficou muito revoltado com a situação toda. O Alfred apanhou tanto que não puderam nem deixar o caixão aberto na hora do enterro. Com esse sentimento, ele pediu para o Ciborgue ajudar a construir uma IA do Alfred, para ajudá-lo a seguir em diante e assim ele o fez.

Na Terra-Prime, o Morcegobô aproveita a ligação com o pai do Ciborgue para intimidá-lo. Quando Victor recobra os sentidos depois do ataque do Bats, eles começam a fazer uma luta tecnológica. Este Máquina Matadora é uma mistura de esqueleto tradicional e de nano-máquinas.

É aí que as nano-máquinas formam um corpo semelhante ao do Alfred, que começa a atacar o Ciborgue!

Vemos então, no universo desse Bruciborgue, o que ocorreu: esta IA de Alfred conseguiu construir corpos de nanotecnologia, e começou a matar TODOS os vilões de Arkham, tudo o que pudesse ser uma ameaça para Bruce!

Na sua Terra original, o Morcego sabia que Alfred estava com algum problema, mas ele não queria destruir o seu mordomo, mesmo nessa forma artificial. O Ciborgue de seu mundo recomendou que ele destruísse esse programa, o que deixou Bruce ressabiado.

Ao invés de expurgar o programa defeituoso, o Morcego deixou com que o I.Alfred se aproximasse com seus corpos de nanotecnologia. Em seguida, a entidade eletrônica literalmente transformou o Bruce em um ser robótico. A explicação é que ele estava fazendo de tudo para protegê-lo, eliminando cada ameaça para ele, até mesmo a da própria carne que é algo que pode morrer.

Assim, a Liga viu que ele era uma ameaça para o mundo e se reuniu para enfrentá-lo e ele sozinho conseguiu destruir a todos!

Já o Ciborgue deste mundo, tentou ao máximo detê-lo como pode, mas foi pego por todos os Batmans malignos, que o destroçaram por inteiro como se fosse um boneco de pano!

A HQ termina com o pai de Ciborgue dizendo que se rende, que não vai mais estudar uma forma de usar o Metal contra os invasores e eles pegam o Victor de refém. Mais do que isso, a própria Terra começa a ser subjugada e transformada por eles!

E, novamente, é mais uma HQ mostrando o que deu errado em um universo do Multiverso das Trevas. Dessa vez a influência do Ciborgue leva o Batman a se tornar uma mistura de I.A. do Alfred com nanotecnologia, quase um “T-1000” de “Exterminador do Futuro”!

Não é uma história incrível, mas também não é ruim. Assim como o “Morte Escarlate”, é uma HQ que os fãs de universos paralelos e histórias alternativas vão curtir por ter uns elementos interessantes, como esse I.Alfred corrompido transformando o Cavaleiro das Trevas no Cavaleiro dos Terabytes.

Mas é aquela coisa, quem viu um, viu todos. Já dá para imaginar que essa é a estrutura de todos esses Tie-Ins e só vai mudar mais ou menos o que influenciou negativamente o Morcego para se juntar nessa “Liga dos Batmaus”. Isso e também ver o que eles querem e como atacam a Terra. Se você não enjoar dessa overdose de Homem-Morcego pra todo lado, acho que essas histórias devem agradar…

Escritor, roteirista de quadrinhos, jornalista, cozinheiro, Jogador de Magic e RPG, dentre outras façanhas incríveis e inimagináveis!"Como estou redigindo?"