Vingadores estão Fulos da vida com PETER PARKER! – Hyppers

Hyppers Alerta: O Texto abaixo contém spoilers de histórias ainda não lançadas no Brasil! Siga por sua própria curiosidade e risco.

O Império Secreto terminou, mas os Vingadores continuam! E agora eles estão catando os cacos deixados pela Hydra na Edição #11, escrita por Mark Waid e desenhada por Mike Del Mundo!

Depois de enfrentarem o Steve Traíra, o grupo ficou muito tempo separado e longe de seu quartel general, no topo de uma das construções das Indústrias Parker. Eles então se reúnem para verem o que sobrou.

O mais engraçado é que quem tava bancando o grupo era o Peter Parker (sim, o falidão do Peter conseguiu ter grana para ser o Padrinho dos Vingadores!), só que quando o Doutor Octopus tomou o controle das Indústrias Parker, a única coisa que Peter pode fazer para mantê-lo longe de todos os experimentos foi literalmente ir a falência!

Isso fez com que todas as posses das IP meio que fossem para o buraco, isso incluindo o QG dos Vingadores. Por isso logo de cara todo mundo começa a falar mal do Peter, como Aranha DO LADO! Eles obviamente não sabem quem ele é, por conta do reboot de sua identidade, mas a única coisa que o Spidey pode fazer era…se juntar a eles falando mal de si mesmo!

Depois disso, eles se separam para conversar um pouco. A primeira dupla é Thor e o Capitão Falcão, que falam sobre o grupo e entre eles mesmos. Vale lembrar que eles já deram uma ficada (apesar de agora o Capifalcão estar com a Misty Knight), e ele sabe que Jane está morrendo de câncer dentro da Thora.

Ele fala que não tem muito direito de impedir ela escolher como vai escolher seu destino e, a partir daí, ele também fala que as vezes ele se sentia meio obrigado a seguir o exemplo de Steve em liderar, e que ele estava querendo que a Thor que liderasse essa nova equipe dos Vingadores!

Em outro lado, temos o Visão conversando com o Hércules enquanto tomam café. Essa conversa dos dois é legal pois Visão pergunta para o Herc “como é ser imortal”, pois, como Sintozóide, ele acabou se tocando de que isso é o que acontecerá com ele.

Hércules fala que para ele, são as pessoas que morrem cedo demais, pois para ele e para os outros deuses, o normal é continuar existindo. Ao mesmo tempo, ele comenta que é preciso que o Visão seja um pouco mais descontraído, pois a morte e tragédia vão ser constantes na vida, e quando se é imortal você pode também ficar amargurado para sempre, ou então aprender a lidar com isso.

Já Peter fica com a Vespa (não a Janet, a outra, que é filha do Hank Pym e foi criada na Rússia). Acontece que ela, Nadia Pym, não é alguém que tem o melhor comportamento do mundo e não é muito fã do Teioso.

Boa parte das cenas dos dois são eles tentando ficarem de boas (ou melhor, o Peter tentando ficar de boas com ela e não dando certo). Em certo momento, eles topam com um circo cujo caminhão tombou e os animais caíram. Eles então lidam com as criaturas para impedir que elas se espalhem por NY. Nadia acaba encolhendo um Leão com partículas Pym (eu nem sabia que ela fazia isso), e o Aranha acaba se dando mal com uns macacos serelepes.

Mas no final das contas eles conseguem se entender!

Já Thor e o Capitão, também, acabam se entendendo. Primeiro pelo fato de Sam explicar o motivo porque ele se sente obrigado: o primeiro é por ele ser a cara dos Vingadores, o segundo é que ele tem o cargo do capitão e por isso deve liderar. Ele está um pouco preocupado com suas habilidades de liderança e mais que foi colocado no cargo sem o merecimento do que ser o merecedor de estar lá.

Já a Thor joga uma real nele. A primeira das coisas que ela fala é que eles não o seguem por ele ser o Capitão América. Na verdade, eles seguem quem é mais experiente em combate tem uma visão melhor das coisas. No caso de Sam, ele passou muito tempo com o Steve e incorporou essa lições in loco!

A segunda é que, ele não é a cara pública dos Vingadores, e sim o Aranha. Dentre todos os personagens, ele é o mais conhecido pelo público e quem é fundamentalmente o mesmo por mais tempo, então ele não tem que se preocupar tanto assim com sua imagem.

Com isso, Sam meio que desiste de…desistir! Ele então recebe um chamado falando de um ataque de um vilão.Como o grupo está sem comunicadores, a Thor usa um mega Raio para chamar a atenção de todos e, como estão sem Quinjet (sério, o o Homem-Aranha conseguiu falir os Vingadores junto com ele!), tem que ir um carregando o outro!

Mas por mais quebrada que equipe esteja, eles ainda estão de pé e lutando. A história termina com um clássico:

E a próxima edição terá um encontro outra revista escrita por Waid: A dos Campeões! Sinceramente essa revista foi mais um interlúdio para o futuro do grupo. Não vou dizer que foi mega excitante nem nada assim, mas teve coisas legais.

O fato de todo mundo ficar P da vida com o Peter foi bacana, e nós sabemos que o pobre do Aranha perdeu tudo pois era a única coisa que ele podia fazer para evitar algo muito pior de acontecer! Eu nem sabia que ele tava financiando os Vingadores!

Também mostrou um momento de reavaliação para o Sam, que foi um dos mais afetados pela saga do IS, por fazer parte do núcleo mais íntimo do Steve. E a conversa com a Thor foi interessante para ver isso.

E eu acho que o melhor dessa edição foi a conversa entre o Visão e o Hércules. Acho que foi algo comum, mas com um toque de incomum que só uma revista em quadrinhos pode oferecer. E é isso o que queremos, não? Waid tem umas boas sacadas sobre isso, falando sobre a imortalidade do Visão e ele se tocando disso depois de inúmeras aventuras (Até mencionando o incrível arco de Tom King), e o Hércules com um conselho até que surpreendentemente legal!

Enfim, não ta do mesmo nível que as HQs dos Vingadores já foram, mas para o momento, é um gibi bem light para quem não quer muitas dores de cabeça com mega-sagas ou coisa do tipo!

Escritor, roteirista de quadrinhos, jornalista, cozinheiro, Jogador de Magic e RPG, dentre outras façanhas incríveis e inimagináveis!"Como estou redigindo?"