Switch está se tornando uma ótima casa para jogos indies – Hyppers

Switch está se tornando uma ótima casa para jogos indies

Com um pouco mais do que seis meses de existência o Switch já se mostrou um console muito mais forte que seu antecessor, praticamente enterrando qualquer dúvida sobre o sucesso do console após o fracasso do WiiU. E esses bons ventos não sopram somente em favor da Nintendo mas de outros desenvolvedores também, incluindo os indies.

O Gamasutra foi atrás de alguns desses indies para saber como eles estavam encarando o trabalho com o Switch tanto na parte pré-lançamento, que envolve adaptar o título para a plataforma como no pós e as vendas e em geral as respostas foram muito positivas.

Um dos problemas para levar um jogo para o WiiU (e também para 3DS) eram as duas telas, que acabam exigindo mudanças muito específicas no projeto e nem sempre rendiam algum recurso realmente interessante — por vezes a segunda tela sequer tinha uso. É o que salientou David Amador do estúdio Upfallstudios toca exatamente nesse ponto ao exaltar que com o Switch, esse problema simplesmente desaparece permitindo que o time foque em melhorias de desempenho do jogo.

O sistema operacional do console também é bastante elogiado pelos desenvolvedores, que concordam que “portar” um jogo para o console da Nintendo está muito mais fácil agora, tanto na parte de software como a própria documentação do sistema, facilitando que os criadores consigam trabalhar de forma eficiente nos projetos. O suporte que a empresa japonesa dá aos desenvolvedores também foi exaltado.

No que diz respeito a números de vendas, os entrevistados também se mostraram bem empolgados. Até pelo fato de ser um console novo e sem muitos títulos, qualquer lançamento para Switch acaba ganhando mais destaque, fazendo com que jogos pequenos tenham muito mais visibilidade em comparação a outras plataformas como o Steam por exemplo. Omar Cornut, responsável pelo estúdio Lizarcube que fez o recente remake de Wonder Boy: The Dragon’s Trap disse que as vendas de seu jogo no console da Nintendo já são maiores do que Steam, PSN e Xbox Live somadas.

De acordo com último números divulgados em junho o Switch já havia vendido 4,7 milhões de unidades, provavelmente já devendo ter passado dos 5 mi a essa altura. É bom ver que a Nintendo está bastante focada em dar atenção aos indies, até para suprir as lacunas entre grandes lançamentos e não deixando o console com poucos títulos, um problema que foi mortal para o WiiU. Contudo vale lembrar que o aparelho ainda está no começo de sua vida e precisamos ver se a longo prazo essa boa visibilidade de jogos indies será uma constante ou se teremos um inchaço de títulos, tal como ocorre em outros sistemas. Ainda assim, por suas características únicas, como o fato de ser um console portátil e de mesa ao mesmo tempo é uma vantagem considerável que o Switch possui em relação aos seus competidores.

Formado em design de jogos, tentando ganhar a vida com esse negócio chamado videogame. Para ele Metal Gear é a melhor série já feita e ainda acredita na volta da SEGA.