Disney muda de política e irá retirar seu catálogo da Netflix – Hyppers

Disney muda de política e irá retirar seu catálogo da Netflix

Parece que as grandes distribuidoras estão dando as costas para Netflix. Depois da Televisa e da Fox, chegou a vez da Disney em anunciar serviço de streaming próprio, assim não terá interesse em renovar licenciamento para o serviço.

Mas antes que entrem em pânico, essa mudança se restringe aos EUA. Além disso, o acordo afeta as animações da Disney, porém ainda não foi falado nada sobre as produções da Marvel ou Star Wars.

Agora o resultado disso só será sentido em 2019, quando os acordos com a Netflix irão se expirar e o catálogo deixará aos poucos o que já foi tão vasto catálogo da empresa.

Mas o gosto amargo a Netflix já sentiu nessa quarta feira, já que quando foi anunciado a saída do catálogo da empresa, a Netflix perdeu 2 bilhões de dólares em menos de 24 horas na bolsa.

Vale salientar que o novo serviço de streaming da Disney por enquanto terá destaque em formatos exclusivos, programas, além de conteúdos da Disney Channel e do Disney XD. Pode eventualmente se estender a outros leques de produções da Disney.

Bob Iger, presidente da Disney, comentou que essa mudança de postura tem como objetivo em ter controle da plataforma, acaba dando um maior controle no destino da empresa. E para isso, a Disney gastou 1 bilhão e 580 milhões de dólares para adquirir 42% da BAMtech, que tem como foco a tecnologia de mercado e serviço digital. E a BAMtech também é utilizada pela Warner, no caso pelo serviço de streaming da HBO.

Agora, vale salientar que não é de hoje que se comenta que a Disney tentava de todas as formas em adquirir parte da Netflix. Porém as negociações nunca foram pra frente a ponto de sair da especulação, mas já se sabia que a Disney queria ter controle de um serviço de streaming, sendo que no fim acabou criando o seu próprio.

E se olharmos o mercado, podemos prever que essa não será a única baixa da Netflix, já que o mercado está desenvolvendo inúmeros serviços para abastecer o telespectador que está acostumado com streaming.

A Televisa criou o Blim, uma plataforma que exibe suas novelas e séries. Criada em 2010, Blim agora tem a ambição de sair do território mexicano, conquistando o público que se acostumou em fazer maratonas de suas novelas. A saída das novelas da Netflix, acabou gerando revolta por parte de alguns assinantes, porém o serviço rebateu fazendo piada sobre o assunto.

Outra empresa que gerou revolta de assinantes foi a saída dos filmes e séries da Fox da Netflix. A empresa que tem séries como: How I Met Your Mother, American Horror Story, Bones, Glee, Prison Break, acabou criando Fox Play, assim se focando na sua plataforma.

A Warner já havia tirado boa parte de seus catalogo antigo na Netflix americana em 2013, quando desenvolveu o WB Archive Instant que é focado em clássicos. Atualmente a Warner foi comprada pela Comcast, o que muda o posicionamento da empresa, agora focado na tv paga. Não sabemos ao certo, o que isso irá refletir com a Netflix, mas numa época que serviços de streaming são atacados por cair o número de assinantes da tv paga, não iriamos estranhar se a empresa também retirar seu catálogo da Netflix num futuro próximo.

Se a Netflix deu um passo certeiro em produzir conteúdo original, talvez só restará esse tipo de produção num futuro.

Por enquanto o catálogo da Disney no Brasil ainda está na Netflix, mas o primeiro passo já foi dado em seu país de origem. E se tudo seguir o planejado por lá, provavelmente teremos o mesmo destino.

Podcaster, redator, fã de séries japonesas e coreanas. Já trabalhou na Anime Do, Neo Tokyo, Nintendo World e criou o site JWave.