Bolão da sétima temporada de Game of Thrones: O que deve rolar? – Hyppers

Bolão da sétima temporada de Game of Thrones: O que deve rolar?

Caso você tenha saído de um coma hoje e não saiba ainda, ontem foi exibido o primeiro episódio da sétima temporada de “Game of Thrones”, que provavelmente explodiu as bocas de cem balões pela internet a fora!

Vamos rever os acontecimentos do episódio de ontem e depois tentar prever algumas coisas que podem vir a acontecer nesta e na próxima temporada (que será a última). Vamos lá?

A primeira coisa que vemos é Walder Frey (David Bradley), convocando todos os membros dos Frey para comemorar suas conquistas. Entretanto, no meio do discurso, vemos que é Arya Stark (Maisie Williams), usando as técnicas camaleônicas que aprendeu para se passar por Walder, envenenando todos os membros dos Frey, realizando uma parte de sua vingança de um modo bem frio (e sensacional).

Depois disso, temos Jon Snow (Kit Harrington), conversando com o seu conselho e falando sobre os Night Walkers e como devem enfrentá-los. Jon é um dos poucos que sabem que, enquanto os grandes reis de Westeros estão disputando o Trono, há algo mais terrível espreitando a noite capaz de dizimar toda a humanidade naquele continente. Vemos que há uma pequena intromissão de Sansa Stark (Sophie Turner), que questiona as decisões dele. Grande parte disso é por conta das manipulações do Mindinho (Aiden Gillen), que come mais pelas beiradas do que rêmora.

Enquanto isso, temos Cersei Lannister (Lena Headey) e Jamie (Nikolaj Coster-Waldau), conversando sobre o prospecto da Guerra. Eles comentam sobre os seus inimigos no Norte, com os Starks, os inimigos no Sul e Sudeste, com os Tyrell e Dorne contra ela. Bem como a vinda de Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) e suas forças pelo mar. Para isso, ela procura ajuda de uma fonte nada confiável, Euron Greyjoy (Pilou Asbæk), que está querendo se casar com Cersei em troca da ajuda. A conversa entre eles é tensa, mas Euron parece querer ajudá-los como um presente para convencer Cersei a casar com ele.

Depois disso, vemos que O Cão (Rory McCann), está andando com Thoros de Myr (Paul Kaye) e Beric Dondarrion (Richard Dormer) e seu bando. Eles param em uma casa que ele e Arya já tinham passado, e meio que vemos um lado mais humano de Sandor Clegane. Ao mesmo tempo, ele também tem uma visão no fogo (e é bem irônico que ele, um quase pirofóbico, esteja andando junto com adoradores de chamas e do Senhor da Luz), que mostra parte do pega para capar que vai ter em breve. Isso faz com que ele acredite mais nesse fator sobrenatural que a série vem mostrando!

Então voltamos o foco para Sam Tarly (John Bradley, que por favor, façam um filme de buddy cops com ele e Kit formando uma dupla de policiais, à lá “Hot Fuzz”), está estudando na cidadela para se tornar um Meister e também adquirir novas informações sobre os White Walkers e outras coisas para enfrentá-los. Apesar da rotina dele ser de limpar urinóis (e cagóis, diarreóis ou sei lá o que), latrinas, guardar livros e tudo mais, ele acaba conseguindo um dado importante: parece que uma grande mina de Vidro de Dragão, uma das poucas coisas que podem ser eficazes contra os Walkers, existe em Pedra do Dragão, antigo lar dos Targaryen e fortaleza inicial de Stannis Baratheon. Também é meio que de surpresa que vemos Sam ser surpreendido por uma mão toda infeccionada com Escamagris de um prisioneiro/paciente em uma sela. Ele pergunta se Daenerys já chegou, e apesar de Sam não saber, descobrimos que aquele é Sir Jorah Mormont (Iain Glen), que foi incumbido de achar uma cura por Danny.

Por fim, finalmente vemos a Khalessi chegar junto de sua trupe, incluindo Tyrion Lannister (Peter Dinklage), e demais do seu séquito chegando bem na Pedra do Dragão, servindo como base para suas conquistas!

E além disso, já temos uma promo para o segundo episódio:

Por ela, dá para ver que é bem possível que Porto Real seja atacado pelas forças de Daenerys primeiro. Aposto que ela deve buscar aliados antes, mas o Norte não está muito afim de ajudar uma Targaryen. Pela cena, vemos que Yara Greyjoy (Gemma Whelan), que está ajudando com apoio marítimo, fica bem íntima de Ellaria Sand (Indira Varma), de Dorne, ao que indica que eles podem ajudar Daenerys contra os Lannister. Ao mesmo tempo, também há destaque para Arya Stark encontrando um lobo, que só pode ser Nymeria, que se perdeu na floresta ainda na primeira temporada!

E por enquanto o que já temos da nova temporada são essas informações. A segunda parte é tentar pensar um pouco no que deve acontecer a partir daí. Vale ressaltar que George R. R. Martin sempre mencionou que há sim muita inspiração de obras clássicas como o “Senhor dos Anéis” em GoT, mas mais pelo fato do final não ser tão chocante e cheio de mortes surpresas e sofrimento dos participantes, e sim que ele vai mais para o lado dessa fantasia clássica e aventuresca.

Alguns dos meus palpites para o que pode acontecer:

  • O Cão tem um papel importante para cumprir na história. Para os seguidores do Deus da Luz, isso está bem claro. Por isso ele sobreviveu depois de se acidentar, que Arya não o matou e tudo mais. Eu acho que, de uma certa forma, ele irá matar seu irmão, o Montanha (Hafþór Júlíus Björnsson), que virou praticamente um Frankenstein.
  • Com a ajuda dos Greyjoys, os Lannisters vão conseguir derrotar os Tyrells. De todas as partes presentes, eles são os mais “fracos” em combate. A única liderança que ainda possuem é justamente Olenna Tyrell (Diana Rigg), que é muito boa na arte das intrigas, mas não é exatamente uma puta estrategista de guerra. Olenna com certeza sobrevive, mas perde suas terras que tem muitos mantimentos capazes de ajudarem os Lannisters e Greyjoys no conflito tripartite.
  • Sam e Jorah vão acabar se tornando mais íntimos. Talvez conversando dentro da Cidadela, eles criem algum vínculo. Os dois estarem no mesmo lugar é muito propício para isso! Acho até mesmo que é possível que Sam, de alguma maneira, encontre um tratamento ou cura para o Escamagris. Ele é inteligente o bastante para isso. às vezes é um bagulho muito simples que ninguém pensou pois a maioria dos Meisters tem um pensamento muito hermético e Sam é alguém mais aberto. Isso vai permitir que os dois voltem para seus lados e até mesmo facilitem uma união dos dois contra os White Walkers.
  • Arya vai matar Ilyn Payne, o homem que executou seu pai. Eu acredito que ela ainda não mate Cersei, não nessa temporada. Acho que ela não matará nem Beric nem Thoros, mas é bem possível que mate Melisandre caso apareça alguma chance. Também aposto que Gendry reapareça e por isso mesmo ela acabe removendo Beric e Thoros da sua lista.
  • Eu acho bem possível a Sansa acabar usando o Petyr Baelish como ela bem entende. Ela é muito boba, apesar de ter sofrido muito, acho que ela vai conseguir dar a volta no Mindinho. E é até aquela coisa, ele fica achando que pode manipular a Sansa como quiser, vai acabar sendo feito de bobo por ela de alguma forma. Pode até ser que depois disso ele passe a ajudar os Lannisters, para equilibrar mais a balança.
  • Cersei vai acabar matando Jamie. Em dado momento, Euron menciona que ele gostou de matar o irmão, e que ela ia gostar de fazer o mesmo (isso com Jamie do lado). Cersei é uma personagem super trágica a essa altura, perdeu o pai, os três filhos, teve que se humilhar e muita coisa. Jamie, que também mudou muito suas perspectivas, vai ir contra alguns planos loucos da irmã e ela vai acabar o matando por isso. Eles estão ficando mais afastados e não duvido que Euron vai ajudar nesse fator (talvez ele até capture o High Garden dos Tyrell como presente para Cersei). Seria um momento muito interessante, pois ela iria perder o mínimo do mínimo da sanidade que lhe resta ao fazer isso e seria nesse ponto que as coisas iriam ficar mais intensas.
  • Jon e Daenerys devem formar um pacto para irem contra os White Walkers, mas primeiro tem que derrotar a Cersei. Na base do 2 contra 1, eles devem pressionar ao máximo as forças reais, e, quando estiverem pra vencer, alguma coisa vai impedir a derrocada final de Cersei.
  • Acho que o que irá impedir Cersei de perder é a queda da Muralha. Muito provável que a Patrulha da Noite aguente por um tempo as investidas do exército de Mortos Vivos do Gelo, mas que suas guarnições não suportem a defesa por muito tempo. Acho que só isso conseguiria parar a definição da Guerra contra Cersei.
  • Por fim, o que deve acontecer na última temporada, são coisas como Jon e Daenerys tentando impedir os WW ao mesmo tempo que travam uma batalha contra Cersei, mais louca do que nunca. Benjen Stark (Joseph Mawle), deve voltar também e acredito que ele também saiba da real identidade de Jon (ser filho de Lyanna Stark e Rhaegar Targaryen). Aí é o que a maioria pensa que deve rolar, com Arya matando Cersei, fazendo com que Jon e Danny tenham forças para vencer os White Walkers. Tyrion treine os Dragões, Bran (Isaac Wright), use seus poderes para controlar eles e ser uma batalha de chamas com espadas de Vidro de Dragão, pegos em Pedra do Dragão.

Acho que é nesse ponto que vamos ver as surpresas serem mais felizes para os fãs, ao invés de serem coisas de partir o coração. É quando o lado mais “fantasia” vai superar o “medieval”, e não teremos traições tão agudas como, sei lá, Sansa matando Jon e ficando com o controle e coisas assim. É o momento para o heroísmo transparecer na obra ao invés de reviravoltas mirabolantes. Claro que é bem possível que mais personagens morram, mas não do jeito que morriam antes, como Robb Stark (Richard Madden) no Casamento Vermelho e por aí vai.

O primeiro episódio foi bacana, mas como é de praxe, as peças não se mexeram tanto no tabuleiro assim. Com menos episódios, entretanto, é possível que aquela lentidão que alguns momentos da série tem, sejam reduzidos, e só fiquemos com grandes ganchos no final de cada novo episódio que virá!

E você, meu caro Hypper? Qual é sua aposta? Quem morre, quem vence, quem é traído na Guerra dos Tronos na sua opinião?

Escritor, roteirista de quadrinhos, jornalista, cozinheiro, Jogador de Magic e RPG, dentre outras façanhas incríveis e inimagináveis!"Como estou redigindo?"