“Homens-Aranha 2” mostra quem é o Morales do Universo 616! – Hyppers

“Homens-Aranha 2” mostra quem é o Morales do Universo 616!


Hyppers Alerta: O Texto abaixo contém spoilers de histórias ainda não lançadas no Brasil! Siga por sua própria curiosidade e risco.

Para muita gente, o seu primeiro “Homem-Aranha” na verdade foi a versão Ultimate de Peter Parker, que saiu há mais de uma década na Marvel, renovando seus conceitos e apresentando novas aventuras. Quando este universo Ultimate começou a bambear, foi tomada uma decisão bem controversa de matar o Peter e começar a contar as aventuras de outro personagem o sucedendo sob o manto de Aranha: Miles Morales.

De início, muita gente foi contra essa decisão, mas, não dava para negar que Miles era um personagem legal, bem diferente de Peter mas ao mesmo tempo, fazendo de tudo para honrar seu legado. Foi uma decisão certeira de Brian Michael Bendis de dar essa mexida no título e hoje em dia ele é um personagem querido por muitos!

Em dado momento, Bendis até lançou um encontro entre as duas versões: Miles e o Peter Parker da Terra 616, num dos raros crossovers entre o Ultiverso e o UM regular em “Homens-Aranha”, que saiu vários anos atrás. O mais engraçado de tudo é que, no final desta saga, Peter acaba indo procurar se existe alguma versão de Miles no seu Universo e ele descobre que existe sim e até fica extremamente surpreso com quem é…

Mas não é revelado quem é o Miles do seu Universo.

Pois bem, aí que entra a continuação, “Homens-Aranha 2”, que teve sua primeira edição lançada recentemente e que é toda sobre esta identidade de Miles na outra Terra! Então vamos dar uma olhada como Bendis orquestra a história e como a ilustradora italiana Sara Pichelli (que foi quem desenhou as primeiras histórias de Miles e também “Homens-Aranha”), irá apresentá-la!


A HQ já começa com Peter e Miles encrencados: eles estão pendurados em uma teia, de cabeça para baixo, em um aeroporto, enquanto alguém está escapando em um avião. A sacada de Bendis já é mostrar um pouco como os dois são diferentes. Miles tem alguns poderes que Peter não conta, como uma camuflagem e também uma “Picada Venenosa”, que ele consegue usar para causar impacto suficiente para libertá-los de suas amarras (pois é mais uma emissão energética que uma picada em si).

Enquanto Peter está aturdido por conta do impacto, Miles tenta alcançar, em vão, a nave que fugia. Então Peter fica desolado com a falha (não sabemos o motivo), e diz que a culpa é toda dele por permitir que Miles continuasse sendo o Aranha, mesmo que ele soubesse quem é a contraparte dele em seu universo.

Não sabemos qual é o motivo de tanto pessimismo por parte de Peter, pois a HQ volta uma semana atrás para explicar como eles chegaram até aquele ponto!

Enquanto Miles corre para chegar a tempo na escola, Peter está lutando contra um vilão chamado Armadillo (que é o que seria do Rino se ele fosse um Tatuzão), que é bem B, diga-se de Passagem. A HQ mostra um pouco do cotidiano dos dois, no caso, Peter estava enfrentando um vilão quando vê um estranho turbilhão de energia espiralar no céu nova-iorquino!

Já Miles está suspirando por uma garota da escola dele, Barbara Rodriguez (aliás, a alcunha do vilão Armadillo é Antonio Rodriguez, não sei se tem alguma conexão mais profunda, mas vai saber?).

O amigo de Miles, Ganke Lee, que basicamente é a mesma coisa que Ned Leeds no filme “Homem-Aranha: De volta ao Lar”, para desespero do Aranha-Boy, chama a mina para falar com eles, já que Miles demonstrou uma quedinha “suave” para a garota.

Talvez Bendis esteja aproveitando o espaço para mostrar mais da vida cotidiana do Miles e preparando terreno para outras coisas que vão surgir no futuro. Ela fala que muita gente acha que Miles trafica Hormônio de Crescimento Mutante (aquela droga do UM que deixa as pessoas bombadas por um curto período de tempo), mas Barbara mesmo acha que ele é tipo um policial a lá “Anjos da Lei” (o novo, e não o antigo com o Johnny Depp).

Quando de repente, mais do que de repente, cai uma bola metálica imensa, que lembra as naves dos Saiyajins.

Miles também avista o mesmo turbilhão que Peter e eles se encontram no caminho. Eles conversam um pouco, relembrando os eventos de “Homens-Aranha”, onde um desses turbilhões foi o que levou Peter para o Universo Ultimate! Entretanto, eles comentam a respeito de como os universos sumiram por conta de “Guerras Secretas”, onde ambos tiveram parte importante na história, e se aquele redemoinho fosse uma passagem interdimensional, com qual lugar ele estaria ligado.

Quando eles chegam perto, uma figura começa a andar deste turbilhão e é o Treinador! Só que é uma versão até mais sinistra e imponente que o Treinador que conhecemos. Ele também tem uma espada diferente do habitual, que parece ter saído de um jogo Hack N’ Slash da vida!

Na página final, em um bairro aparentemente de classe alta em outra cidade, vemos um homem chegando numa mansão. Uma mulher comenta para ele sobre um acontecimento em NY (certamente este que os Aranhas estão envolvidos), e o chama de SENHOR MORALES!

O homem então fala que vai ter que ir para lá e vemos o seu rosto… E ele é totalmente diferente de Miles, tendo uma série de cicatrizes bem proeminentes em seu semblante!

Então, vejam só. A HQ termina ai e vemos um “Morales”, mas não quer dizer exatamente que ele seja a versão de Miles no UM. Vale lembrar que, apesar de ser afrodescendente, Miles também tem metade de sua origem hispânica, por parte de pai, se me lembro bem. Então, é bem possível que este Morales seja o pai dele no UM 616 e Peter ficou sabendo disso, tendo essa mesma conclusão de agora.

Ao mesmo tempo, pode ser que ele seja o Miles Morales do 616. Não dá para dizer que não é só por ser mais velho e diferente. Como é outra dimensão, pode ser que ele seja o filho de outra pessoa e tenha nascido muitos anos antes da versão Ultimate, vai saber? O Peter Parker Ultimate também era bem mais novo que o do Universo Regular, por exemplo, tendo uma idade semelhante a de Miles.

Resumindo: não dá para ter certeza se é, mas o maior mistério de todos é o motivo de sua identidade ser razão para Peter ficar tão abalado no começo da história, a ponto de dizer que não deveria ter permitido Miles ser o Aranha. Claro que é mérito da história nos jogar essa dúvida logo na primeira edição da mini, se o Bendis não conseguisse fazer isso, ele podia aposentar a careca e parar de escrever HQs!

Mas o mais interessante é isso: essa obra esta lidando com multiverso da Marvel. Um Multiverso que, aparentemente, não era mais para existir depois de “Guerras Secretas”. Entretanto, o próprio Bendis, em outra revista, “Jessica Jones”, já deu algumas pistas de que certas pessoas se lembram de serem de outra dimensão e simplesmente estarem “adaptadas” no Universo 616. Como é o mesmo autor escrevendo as duas, e o Bendis tem aquele respaldo todo da Marvel para saber dos seus planos de longo prazo, pode ser que vejamos mais detalhes sobre o panorama multiversal da Marvel aparecendo nessa revista.

De resto, ela é uma HQ que deixa o leitor, fã de Peter e Miles, com a “Aranha atrás da Orelha”, querendo saber mais sobre isso, mas não acontece tanta coisa assim, além do mistério, nesta primeira edição. Eu espero que aqui seja lançado em encadernado, pois apresenta o típico andamento que é melhor para ler duma tacada só!

Escritor, roteirista de quadrinhos, jornalista, cozinheiro, Jogador de Magic e RPG, dentre outras façanhas incríveis e inimagináveis!"Como estou redigindo?"